FANDOM


Toilet Paper
703 image-10

Estréia:

2 de abril de 2003

Dirigido Por:

Trey Parker e Matt Stone

Temporada:

07

É o terceiro episódio da sétima temporada e o episódio em geral 99 de South Park.

  100px-SPW pic -- Spoiler Spoilers!!
Este artigo contém informações  que revela detalhes da trama sobre um episódio.


Sinopse Editar

Os meninos ficam presos até mais tarde na escola com sua professora de arte, porque eles não apreciam arte. Cartman convence os outros de que há apenas uma maneira de se vingar da professora: enchendo o quintal dela de papel higiênico.


Curiosidades Editar

  • Enquanto estava na prisão, Butters diz a seus pais que ele foi injetado com pentatol de sódio, um medicamento conhecido por fazer as pessoas involuntariamente dizer a verdade.
  • Esse Episódio possui várias Referências à cultura popular,entre elas:
  • Scarface: Antes de jogar papel higiênico na casa da Striebel, Kyle vê seus filhos dentro e ele diz: "you didn't say nothin' about no kids man", como Tony Montana em Scarface fez durante a cena do carro-bomba.
  • O Poderoso Chefão Parte II: Cartman está tentando matar Kyle com o bastão na canoa. Eles tocam a música tema ao fundo e parodiar a cena do assassinato de Fredo.
  • O Silêncio dos Inocentes: A trama envolvendo o preso Josh Myers e Diretor Barbrady é semelhante ao agente Starling e Hannibal Lecter.
  • The Breakfast Club: Ally Sheedy desempenhou um adolescente problemático em detenção neste filme de John Hughes.
  • The Big Lebowski: A mentira  que Cartman inventa é paródia do álibi do personagem de John Goodman. Em vez de atender niilistas na pista de boliche, Cartman diz que atender cientologistas.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória